Tóquio-2020 | Uma Olimpíada diferente

Tóquio-2020 | Uma Olimpíada diferente

Por Annelys Lopes | Content Manager BeTheNext | em 14 julho 2021.

 

Não, a imagem acima não está errada. Embora a Olimpíada de Tóquio tenha sido adiada para este ano, o nome do evento continua sendo oficialmente Tóquio 2020. Da mesma forma, toda a sinalização, marcas, roupas, lembranças e medalhas que serão entregues aos atletas trazem a data atrasada, até porque tudo já está pronto desde o ano passado.

Os jogos começam dia 23 de julho, depois de terem sido adiados por um ano, devido à pandemia do novo coronavírus. Esse fato é inédito: é a primeira vez em toda a história que uma Olimpíada é adiada. Já aconteceu de serem canceladas em 1916, 1940 e 1944, por causa da Primeira e da Segunda Guerra Mundial.

O adiamento do evento trouxe uma série de problemas ao Japão, que pretendia gastar US$ 7,5 bilhões (R$ 38 bilhões) e agora prevê um gasto de US$ 15,4 bilhões (R$ 79 bilhões), ou seja, um aumento de 22%. É a Olimpíada mais cara da história.

Com 33 modalidades e 339 eventos realizados em 42 locais de competição e contando com a participação de mais de 11 mil atletas de 205 países, esse é o maior evento esportivo do mundo e o mais aguardado do ano.

No entanto, devido à covid-19, os estrangeiros não poderão entrar no Japão para torcer pelos seus atletas. Por conta disso, o Comitê Olímpico Internacional está devolvendo os 600 mil ingressos adquiridos por estrangeiros que não residem no país. A princípio, apenas a entrada de torcedores japoneses será permitida nos estádios, mas ainda é possível que as competições ocorram sem público. Promover uma Olimpíada sem visitantes estrangeiros é prejuízo na certa, pois o comércio não será estimulado, nem o turismo. Calcula-se que esse prejuízo chegue a quase dois bilhões de dólares.

Ao chegarem ao Japão, os atletas e suas equipes serão testados para covid e serão monitorados durante todo o evento. Eles não são obrigados a tomar vacina (mas espera-se que pelo menos 80% tomem) e nem precisarão ficar em quarentena, mas ficarão afastados da população local e não poderão visitar pontos turísticos.

O tema da Olimpíada deste ano é a sustentabilidade e o Japão manda ao mundo inteiro a mensagem “Pelas pessoas, pelo planeta”, lema dessa edição. Todas as 18 mil camas que serão usadas pelos atletas e suas equipes foram feitas de papelão resistente, os pódios foram produzidos com plástico reciclado e as medalhas com ouro, prata e bronze de resíduos de aparelhos eletrônicos estragados doados pela população. Para a locomoção na Vila Olímpica foram criados pequenos carros elétricos que não poluem o ar.

Por todas essas questões, a Olimpíada de Tóquio vai ser muito diferente de todas as outras edições. Apesar dos problemas, ela promete brilhar e ficar na história, com competições emocionantes que nos farão vibrar. Vamos, de longe, acompanhar nossos atletas e torcer pela delegação brasileira, para que traga muitas medalhas olímpicas ao Brasil!

E teremos atletas BeTheNext na Olimpíada deste ano. Se liga nos nomes das feras logo abaixo! Quem sabe você vai na próxima? Venha com a gente e não seja mais um… Seja X próximX – BE THE NEXT! Somos uma plataforma que aproxima atletas de clubes, patrocinadores e demais entidades, dando oportunidades e mudando vidas. Venha com a gente e una-se a um time campeão!

| Ágatha Rippel do Vôlei de Praia https://bethenext.co/embaixadora-bethenext-agatha-rippel/

| Fernando Rufino da Paracanoagem https://bethenext.co/embaixador-bethenext-fernando-rufino/

| Susana Schnarndorf da Paranatação https://bethenext.co/embaixadora-bethenext-susana-schnarndorf/

#letsbethenext

___

Crédito imagem destaque: Divulgação.